Tacio Philip Sansonovski - fotógrafo macro e montanhista
Fanpage Tacio Philip
> busca
página inícial
últimas notícias
lojinha

sobre
- Tacio Philip
- currículo
- meu blog

montanhismo
- no Brasil
- alta montanha

arquivos
- gps
- cartas topo
wallpaper novo!

postagens recentes
.: ver todos :.:

contato
- email


ePortateis eletrônicos

Adote um Gatinho


Eu não uso drogas!

Blog Tacio Philip
Contato | Listar todas postagens

06/03/2015 12:00:16 - Cursos, fotografias, passeios e um novo vídeo curso de Photoshop

O mês de Fevereiro foi agitado. Depois do final de semana em Capivari comemorando o aniversário da Lorena, durante a semana, além da "rotina" normal, dei uma aula particular de macrofotografia e, no final de semana-carnaval, com a Lorena em São Paulo aproveitamos para uns dias mais culturais, com destaque para as 3h na fila para a exposição do Ron Mueck na Pinacoteca (que já tínhamos tentado ver outras duas vezes e desistido).

Nos dias 19 e 20 teve meu curso ao vivo na eduk, acredito que hoje em dia a maior plataforma de cursos online do Brasil. O curso foi muito legal, com muita gente assistindo e, para quem perdeu, ele pode ser adquirido pelo link http://goo.gl/EBnU79. Este curso é diferente do Vídeo Curso Macrofotografia que eu havia lançado em Janeiro. A principal diferença é que no meu curso independente eu aprofundo mais em equipamentos e dicas técnicas enquanto que, no curso da eduk, a parte com maior ênfase é a prática (mostrando como eu realmente fotografo). Não posso falar que um curso é melhor que o outro, há pontos que são abordados nos dois mas eles se complementam (inclusive foi a minha ideia, não faria sentido eu ter cursos quase iguais em duas plataformas concorrendo um com o outro).

A semana seguinte já teve como principal ocupação o início do novo Vídeo Curso Photoshop para Fotógrafos I, um curso online de Photoshop para quem quer aprender a usar o programa de uma maneira consistente para bons resultados em suas fotografias.

Vídeo Curso Photoshop para Fotógrafos I

No final de semana que passou teve o Safári Fotográfico Fazenda do Chocolate em Itu. Com um grupo de aproximadamente 10 pessoas passamos o dia pela fazenda fotografando. A ideia inicial era fotos na fazenda no período da manhã e centro histórico de Itu à tarde. Entretanto, quando soubemos que teria corrida de rua no centro, deixamos essa ideia de lado e passamos o dia todo na natureza (que chato, não?). Algumas fotos podem ser vistas no link Fazenda do Chocolate - Itu.

O restante da semana foi finalizando (gravando, editando, renderizando, enviando e inserindo no site) o Vídeo Curso Photoshop, que acabou dando mais trabalho e ficando mais longo que eu esperava mas, finalmente, já está no ar, tendo sido lançado ontem! Agora é hora de respirar um pouco até iniciar a gravação do próximo vídeo curso.

E quem me conhece sabe que meu ano é normalmente dividido em duas temporadas: macrofotografia na Primavera e Verão; escalada e montanhismo no Outono e Inverno. Com isso, nos dias 14 e 15 de Março terá a última turma antes de Setembro/Outubro do Curso completo de Macrofotografia e Close-up. Passando essa data, aula comigo só particular, no início da Primavera ou pelo Vídeo Curso Macrofotografia.

E como a temporada que está chegando é de escalada, inscrições abertas para a 22ª turma do Curso Básico de Escalada em Rocha. Aproveite e participe, assim você estará pronto para a temporada 2015!

Enviado por Tacio Philip às 12:00:16 de 06/03/2015



04/02/2015 21:51:21 - Show Thomas Zwijsen e Blaze Bayley em Bragança, fotos e mais cursos

No final de semana a Lorena veio para São Paulo e no Sábado, depois de mais uma tentativa frustrada de ir na Pinacoteca, acabamos passeando na Dutra Maquinas (loja de ferramentas) e almoçando no inferno do Center Norte.

No final da tarde pegamos estrada e seguimos rumo a Bragança Paulista, só que desta vez não para escalar, mas para assistir (mais uma vez) um show do Thomas Zwijsen e do Blaze Bayley. Chegamos no local quando a primeira música tinha acabado de começar e curtimos bastante o show, regado com muitas músicas do Iron Maiden (em versão acústica com o Thomas e "normal" com o Blaze e banda). Na saída, um lanche no Subway e novamente estrada, de volta à São Paulo.

E, como sempre, aproveitei o show também para algumas fotos que podem ser vistas no link Show Thomas Zwijsen e Blaze Bayley - Braganca Paulista .

No Domingo cedo fomos a pé até o Jardim Botânico onde aproveitei para algumas fotografias macro, com destaque para uma libélula verde que foge de mim há alguns anos. Algumas fotos podem ser vistas no meu site tacio.macrofotografia.com.br.

De volta em casa na hora do almoço fomos então no Maurício almoçar, beber umas boas cervejas e bater papo até o final da tarde, quando voltamos para um merecido cochilo e depois pegar estrada para Capivari.

Na segunda-feira, em Capivari, meus planos de pedalar durante a manhã foram literalmente por água abaixo com a chuva, mas não fugiu de mim no período da tarde, rendendo um bom pedal com 52km pela Estrada do Açúcar.

Vídeo Curso Operacional HP Prime

Na 3ª feira, de volta à rotina de São Paulo, mais treino na 90 graus e de lá em diante bastante trabalho na gravação, edição e upload de um novo vídeo curso oferecido pelo meu site www.hpclub.com.br que entrará no ar ainda este mês, agora ensinando a usar o novo modelo de calculadora HP Prime.

E boa parte da tarde também foi usada montando a apresentação do curso online de macrofotografia oferecido em parceria pelo site eduk, que já está também nos seus detalhes finais e será apresentado, ao vivo, dias 19 e 20 de Fevereiro (ficando disponível à venda após essa data).

Curso Macrofotografia - eduK

Para mais informações sobre o curso online de macrofotografia da eduk visite o link http://goo.gl/BAARLB.

Enviado por Tacio Philip às 21:51:21 de 04/02/2015



29/01/2015 23:49:42 - Tentando colocar o blog em dia: video cursos, safáris fotográficos, escaladas, pedais e virada do ano

Desde a última semana de Novembro não atualizo o blog. Um pouco foi por preguiça mas o grande culpado, dessa vez, foi realmente o trabalho.

Seguindo cronologicamente os acontecimentos desde a postagem anterior (até porque o blog, junto com a agenda do google, acaba funcionando como minha memória externa quando esqueço algo), no final de semana dos dias 29 e 30 de Novembro teve a 21ª turma do Curso Básico de Escalada em Rocha, última turma do ano e provavelmente as próximas turmas só com o final do verão.

No dia 13 de Dezembro teve o Safário fotográfico - Zooparque de Itatiba onde, mesmo com o clima não colaborando muito, com chuva durante alguns períodos, eu e os outros participantes pudemos aproveitar para algumas boas fotografias. As imagens que fiz nesse dia estão disponíveis no link Safári Fotográfico Zooparque Itatiba.

No Domingo, dia 21, aproveitando que eu estava em Capivari, fui com a Lorena até Itu e, enquanto a Lorena ficou com a Fernanda eu sai com o Ale para um bom pedal pela região. Nesse dia nos encontramos ainda com o Wagner, com quem fizemos juntos uma viagem de bike no começo de 2013 e mais um pessoal. Apesar de não muito longo, 42 km, o que cansou nesse pedal foi a diferença de condicionamento entre os participantes, fazendo com que o percurso demorasse umas 4h (e o Sol castigou muito no final). Mas tudo recompensado pelo bom sorvete de Itu.

Vídeo Curso Operacional RPN hp50g

Além disso, muitos outros dias do mês de Dezembro foram ocupados com a gravação e edição de dois vídeo cursos, um lançado na última semana de Dezembro, o Vídeo Curso Operacional RPN hp50g, que consiste no mesmo curso que dou presencialmente em São Paulo pelo hpclub do Brasil, só que agora no formato de vídeo, permitindo o acesso à qualquer pessoa que tenha acesso à internet e, na 1ª semana de Janeiro, o Vídeo Curso Macrofotografia e Close-up, primeiro vídeo curso com o tema e que é a aula teórica do meu curso presencial, agora também no formato de vídeo.

E, falando em mudança de Dezembro para Janeiro, a mudança de ano foi comemorada (se é que posso falar isso, é só a passagem arbitrária da Terra em um ponto ao redor do Sol, a mudança de ano podia ser em algum solstício pra ser mais "elegante") em casa com a Lorena e minha mãe, aproveitando para brindar com um espumante e uma dose de Vodka Grey Goose (estreando uns copinhos comprados específicos para isso).

Vídeo Curso Macrofotografia e Close-up

No dia 13 de Janeiro teve o lançamento de um novo evento organizado por mim, a Oficina fotografia de flores e insetos na prática, que é praticamente a aula prática do meu curso macrofotografia, só que sem a aula teórica no dia anterior. Essa oficina é interessante desde para quem já tem conhecimento em macrofotografia até para quem quer a experimentar melhor e ter dicas práticas de como agir. E ela casa perfeitamente com o novo Vídeo Curso Macrofotografia, sendo uma ótima oportunidade para quem faz a aula em vídeo, poder praticar com orientação.

Além disso agora em Janeiro voltei a treinar na 90 graus, tentando recuperar a forma que perdi nesses últimos 2 anos (?) quase sem treinar e escalar de verdade e também fiz alguns pedais pela cidade, seja para ir em uma reunião, acompanhar um amigo que ia deixar o carro na funilaria e voltar pedalando (o Dom) ou para resolver outros problemas. Aos poucos estou voltando a pegar o ritmo de antes (e notei que se aquele papo de "memória muscular" existe, acho que os meus tem Alzheimer) :-P

No dia 17, a Lorena e eu fomos também escalar em rocha na Pedreira do Jardim Garcia, em Campinas. A última vez que eu escalei por lá foi em Setembro de 2010 quando, no meu aniversário, abri uma nova via toda em móvel (que ainda não teve sua parada batida). Com o calor insuportável do verão ficamos pouco no lugar mas já deu pra ver que tenho que voltar a treinar de verdade.

No final de semana passado peguei estrada na sexta-feira, dia 23, e segui para o Rio de Janeiro, onde teve mais uma turma do Curso Macrofotografia e Close-up em terras cariocas. Lá fiquei hospedado na casa do Jauvane, um ex aluno que já me ajudou na organização de dois cursos e, mesmo com o calor, tudo correu bem, exceto a bateria do carro que morreu no Domingo. Inclusive, eu ia esticar um ou dois dias na volta, parando no caminho para fotografar, mas achei mais prudente voltar pra São Paulo. Sendo assim, logo que acabou a aula teórica no Domingo, peguei estrada de volta pra SP, só parando para combustível no começo (e tive que trocar mesmo a bateria essa semana - e tanto a do carro quanto a do ciclocomputer) ;-)

Agora estou trabalhando no Safári fotográfico Fazenda do Chocolate e Itu Histórico (07/Fev), Oficina Fotografia de Flores e Insetos na Prática, (01/Mar em São Paulo), Curso Macrofotografia e Close-up, (07 e 08/Mar em São Paulo) e em outros vídeo cursos, sejam eles de forma independente, que também serão hospedados no meu recém ressuscitado site www.vcursos.com.br (que lancei em 2005, já tendo hospedado alguns vídeo cursos de fotografia e de calculadora) ou através de uma parceria que devo revelar e divulgar na próxima semana. Acho que esse é um mercado merecendo ser explorado e, como sempre penso: se tenho uma ideia eu estou atrasado, já devia ter feito isso 2 meses atrás! Mas não vejo a hora de tudo estar no ar e rodando para poder respirar mais tranquilamente!

E o final de semana que está chegando, se tudo correr bem será recheado de escalada, caminhada, música e muito tempo na companhia da Lorena :-)

Enviado por Tacio Philip às 23:49:42 de 29/01/2015



28/11/2014 15:35:22 - Parque Estadual do Ibitipoca - passeios e workshops fotográficos

No dia 20 de Novembro, logo pela manhã, a Lorena e eu pegamos estrada rumo ao Parque Estadual do Ibitipoca, próximo da cidade de Lima Duarte, em Minas Gerais onde, nos dias 22 e 23, eu daria dois workshops: um de fotografia de natureza e outro de macrofotografia.

Diferente do que podia imaginar, a saída de São Paulo em si foi muito tranquila, sem trânsito algum, o que mudou bastante quando já estávamos na Ayrton Senna/Carvalho Pinto, com diversos pontos de trânsito próximo aos pedágios e um, muito pior, que tomou mais de 1h do nosso tempo, para sair na Dutra.

De lá, depois de uma pausa para almoço fomos seguindo e, orientados pelo GPS e por um caminho indicado pelo Google Maps, saímos na Dutra no km 291, na pior escolha que podíamos ter feito. Apesar desse ser o caminho mais curto, logo estávamos em estrada de terra, próximos de Quatis, vendo postos de combustível vendendo álcool por R$2,69! Entretanto, como voltar seria pior, fomos seguindo e então, depois de um bom tempo, saímos na BR-267, de onde seguimos para Lima Duarte e de lá, mais uns 25km até a entrada do PE Ibitipoca, onde chegamos por volta das 20h, com quase 500km rodados e 10h depois de sair de casa.

No parque logo encontramos a casa onde ficaríamos hospedados e logo depois o Edson (idealizador dos workshops), a Rose (uma das organizadoras do evento, que trabalha no parque) e o José Carlos (diretor do parque). Com o cansaço pesando, logo voltamos para a casa para o merecido descanso.

No dia seguinte, dia 21, acordamos cedo, fizemos nosso café da manhã e logo fomos fazer uma caminhada com o Edson e um pessoal de espeleologia que estava por lá, fazendo o "circuito das cachoeiras", um roteiro com cerca de 6km que passa por diversas cachoeiras e mirantes acompanhando um dos rios que cruza o parque. Ao final da volta uma pausa para almoço e então, a Lorena e eu seguimos para a "Janela do Céu", uma cachoeira no outro extremo do parque, indo por um caminho e voltando por outro, fazendo um belo circuito com mais de 16km de caminhada (nesse dia andamos mais de 22km). Nesse mesmo dia o pessoal que participaria dos workshops foi chegando.

No dia 22 nos encontramos no auditório do centro de visitantes do parque pouco antes das 8h, tomamos café, nos apresentamos formalmente e logo começamos o Workshop fotografia de natureza, onde falei sobre câmeras, lentes, fotometria, composição etc etc etc. Com o término da parte teórica fomos almoçar e na sequência para a prática, fotografando pelo parque.

No dia seguinte, Domingo, foi o dia do Workshop macrofotografia e close-up, onde falei sobre as características e definições desse tipo de fotografia, equipamentos específicos, adaptações e a técnica em si, que tem algumas peculiaridades. Novamente, como no dia anterior, pausa para almoço e depois uma tarde fotografando pelo parque.

Com o final da tarde/início da noite chegando os alunos começaram a se organizar e aos poucos foram indo embora, já que, quem estava mais próximo "de casa" era o Flávio, de Juiz de Fora, enquanto que o Marco e o André eram do Rio de Janeiro e o Luiz, Rose, Antônio e Nelson de São Paulo. Assim, "sobraram" apenas o Edson, do Rio de Janeiro e a Rose, que trabalha e mora no parque, além da Lorena e eu.

No final da noite o Edson e eu ficamos conversando até de madrugada e, na manhã, ele também foi embora. Nesse dia, a Lorena e eu aproveitamos para preguiça, só saindo da casa perto da hora do almoço, e para muitas fotografias nas proximidades, indo em alguns pontos que não tivemos como ir junto com os alunos. Na metade da tarde, com a chuva chegando, ficamos em um dos quiosques perto do restaurante (fechado nesse dia já que o parque estava fechado para visitação - só estavam no parque funcionários e quem estava hospedado lá dentro) esperando a chuva passar para voltar para a casa onde estávamos alojados.

Após o jantar mais fotos ao redor da casa, uma visita para a Rose e então arrumamos todas as tralhas e fomos dormir. No dia seguinte, 3ª feira dia 25, acordamos, tomamos café e logo pegamos estrada de volta para São Paulo, dessa vez retornando por um caminho um pouco mais longo mas muito melhor, seguindo para Caxambu e, de lá, passando por Itanhandu para almoço e depois via Dutra e rodoanel, até chegar em casa no começo da noite.

Além de conhecer um parque que eu nunca havia visitado foi uma ótima oportunidade de passar um pouco mais do que aprendi nesses anos de fotografia para alguns alunos. Entre eles tinha amigos que conheço há alguns anos, ex-alunos de outros cursos e gente nova, mas todos com a mesma paixão pela natureza e fotografia.

Nesse final de semana terei a 21ª turma do Curso Básico de Escalada em Rocha, nos dias 6 e 7 de Dezembro um Curso macrofotografia e close-up (curso completo) no Rio de Janeiro e, dia 13, uma saída fotográfica para o Zooparque de Itatiba. Todos com vagas e inscrições abertas!

E algumas fotos feitas no PE Ibitipoca antes, durante e depois os workshops podem ser vistas no link Parque Estadual do Ibitipoca.

Enviado por Tacio Philip às 15:35:22 de 28/11/2014



19/11/2014 22:30:28 - Cursos, fotografias, exposições, turismo etc etc etc

O mês que passou não foi muito utilizado para esportes mas a "agenda" foi bem cheia. Depois de pedalar nos dias 9 e 10 de Outubro, servindo como "bike courier" para uma amiga que precisava de uma peça de bateria, no dia 11 tive mais uma turma do Curso Operacional RPN hp50g, curso voltado à alunos de engenharia e outras áreas de exatas que se interessam por aprender a usar de verdade suas calculadoras hp50g (e não apenas para colas).

A semana foi tranquila, só com algumas fotografias, no dia 13, em Itu, com o Ale, e bastante trabalho "normal". No final de semana seguinte, dias 18 e 19, ministrei a 20ª turma do Curso Básico de Escalada, com mais uma turma formada de novos escaladores no "mercado"! Na sequência mais uma semana tranquila, emendando com uma viagem para Ourinhos, para um casamento, e de lá uns dias emendados em Capivari com a Lorena para descanso.

Na semana seguinte, e começo do mês de Novembro, a Lorena veio pra São Paulo e aproveitamos bem a semana indo na Bienal de artes de São Paulo, exposição do Salvador Dali no Instituto Tomie Ohtakie, Hans Hartung no CCBB e ainda outra sobre a história do banco caixa e gravuras no Centro Cultural da Caixa. Com o Sábado chegando, a Lorena e minha mãe foram ainda em um musical da Cassia Eller enquanto eu fui ver algo mais "light", o Show do Behemoth, banda de Death Metal polonesa, no Carioca Club.

Nessa mesma semana que passou, no dia 06 fomos ainda até Bragança Paulista sondar acessos à Represa Jaguari, uma das represas do Sistema Cantareira, que abastece São Paulo, e que se encontra com o nível absurdamente baixo. No dia 09, de manhã uma passada em uma feira de roupas/equipamentos da OBB e, nos dias 10 e 11, aproveitando que eu tinha ido para Capivari dia 09, estiquei até São Pedro, onde passei dois dias perturbando o Alcides em sua chácara.

E a saída do dia 6 foi apenas o preview para uma Saída Fotográfica para a Represa Jaguari, realizada no dia 15, com diversos participantes, e que rendeu muitas fotos. E no próximo mês mais uma saída, agora para o Zooparque Itatiba, no dia 13 de Dezembro. Inscrições abertas pelo link www.macrofotografia.com.br.

Nos próximos dias viajarei para alguns Workshops de fotografia e, já que estou falando nos planos futuros, dias 29 e 30 terá a 21ª e última turma 2014 do Curso Básico de Escalada e, no começo de Dezembro, mais uma turma do Curso macrofotografia e close-up no Rio de Janeiro. Inscrições abertas!

Enviado por Tacio Philip às 22:30:28 de 19/11/2014



10/10/2014 10:25:24 - Escalada da via Evolução em Pedralva - o retorno depois de 8 anos

Depois de termos adiado, na semana passada, a viagem por causa de chuva, na 2ª feira, dia 6, no período da manhã cheguei em São Paulo de Capivari e às 14h já me encontrei o Leandro para pegarmos estrada.

A viagem foi tranquila, sem pressa e, com o final da tarde se aproximando, chegamos em Pedralva. Na cidade logo nos hospedamos, arrumamos as tralhas para escalar no dia seguinte, fomos jantar e, depois de uma cerveja para relaxar, voltamos para o quarto para uma boa e longa noite de sono.

No dia seguinte acordamos às 7h, tomamos o café da manhã e logo pegamos estrada até a casa do Tião Simão, dono de propriedade que dá nome a uma das vias que já escalei por lá há alguns anos. Com o carro estacionado e mochila nas costas começamos a caminhada, chegando na base da via 50 minutos depois.

Na base nos equipamos e logo comecei a escalar sua primeira enfiada, lembrando de como tinha sido uma verdadeira "evolução" escalá-la há 8 anos, em 2006, com o Pedro e o Leonard. Lembrei bastante também d quando, também em 2006, a escalei em solitário, o que é, até hoje, uma das minhas melhores escaladas/experiências em rocha. E, para o Leandro, também era uma repetição, sendo que a dele há mais tempo ainda, em 2004!

A subida foi tranquila e sem surpresas. Não subimos com pressa mas mesmo assim a subida foi rápida, inclusive passando sem problemas pelas 3 enfiadas crux da via (VIsup), chegando na última parada da via depois de 4h de escalada. O incômodo maior, como da primeira vez, foram os pés, que logo começaram a sofrer de ter que pisar naqueles inacabáveis e pequenos regletes.

No topo uma longa pausa com direito a caminhada pelo cume, mais fotos, lanche e depois começamos a preparar nossa longa descida até o chão, que levou 2h e também sem imprevistos (nenhuma corda presa, sem muitos espinhos de cactos na mão etc.).

Na base logo guardamos tudo e descemos de volta para o carro, em uma descida que levou cerca de 40 minutos. De lá estrada, com direito a uma boa pausa para janta mineira, antes de chegarmos em São Paulo no meio da noite.

A via Evolução é uma via espetacular e lembro como foi, em 2006, escalá-la. Para quem quer rumar para vias tradicionais o seu nome condiz bem e muitas pessoas me disseram que "sua escalada mudou" depois dessa via. Então, para quem quer seguir pelas grandes paredes, está ai a dica! Além disso, ainda tem diversas outras vias na parede, algumas que eu já escalei e outras na fila de espera, ou seja, com certeza retornarei para lá!

E algumas fotos já estão no link Escalada Via Evolução - Pedralva.

Enviado por Tacio Philip às 10:25:24 de 10/10/2014



09/10/2014 20:19:43 - Mais uma subida da Pedra Grande de Atibaia

No dia 02 de Outubro o Lucas me buscou na estação Marechal Deodoro do metrô e logo seguimos estrada, rumo Atibaia. Depois de um pouco de trânsito, e uma breve pausa, estávamos com o carro estacionado em frente ao "aeroporto" de Asa Delta de Atibaia, acabando de nos arrumar para começar a subida.

A subida, já no final da tarde, foi bem rápida e em 1h11 estávamos no cume da Pedra Grande, fazendo uma pausa de cerca de 10 minutos para lanche e logo começar a descida (fugindo do frio).

Na descida, já no escuro, percebi que a bateria da minha headlamp tinha acabado, fazendo só um efeito psicológico que eu preferi deixar apagado pra não atrapalhar a vista a se acostumar com a escuridão levemente iluminada pela Lua crescente. Além de não querer descer muito rápido (medo de machucar mais ainda minhas costas como quando desci a trilha inteira correndo), não podia também acelerar muito porque usava a iluminação do Lucas, que seguia na minha frente, para me guiar.

No final da trilha, quando chegamos dentro do condomínio, decidimos aumentar um pouco o ritmo e descemos esse trecho final, que segue pelas ruas asfaltadas, trotando. Sendo assim, em 1h, o que ainda foi um tempo muito bom, chegamos no Pouso de Asa Delta, onde o carro nos aguardava.

De lá, com a fome se mostrando, seguimos para o Califa para a famosa esfiha. Lá inclusive fizemos um vídeo para nosso ex-parceiro de bike, escalada e montanha Domiciano Miranda. Agora, com as rédeas da mulher mais curta, ele ta praticamente aposentado, só engordando e já pensando em vender tudo. Dizem as más línguas que logo terá um bazar, estilo "família vende tudo", onde o Dom venderá, a preços módicos, sua bike, acessórios, equipo de montanha, escalada etc. Só um recado para ele: "vira hómi Dom!".

De lá mais um pouco de estrada e logo estava de volta ao metrô, indo buscar meu carro em uma estação mais perto de casa e voltando para o merecido descanso. Como sempre, a Pedra Grande é uma ótima subida e treino perto de São Paulo. Já estive lá uma dezena de vezes e, com certeza, retornarei outras centenas.

Enviado por Tacio Philip às 20:19:43 de 09/10/2014



01/10/2014 21:39:43 - Pedal, pedal, pedal, cursos, mais pedal e fotografias abstratas

Desde que comemorei com a Lorena, em um final de semana, mais uma volta deste planeta ao redor do Sol, tive meu tempo ocupado principalmente por duas coisas: bike e alguns cursos.

No dia 16 de Setembro, quase chegada da Primavera, dei uma aula particular de macrofotografia, sendo a aula teórica na sala de aula, no período da manhã e, a prática, no Jardim Botânico. Apesar do tempo ainda um pouco frio e seco, já dava para perceber que os insetos começavam a reaparecer.

Dois dias depois, na 5ª feira, tentando desenferrujar um pouco fui dar uma pedalada por São Paulo, principalmente para passar em alguns trechos das novas ciclovias/faixas implantadas em São Paulo (e tanto motivo de discussões, principalmente por politiqueiros que não se importam com a função, mas com o "quem fez" e o "quem é contra"). Nesse dia acabei rodando pouco mais de 35 km e, como novidade, só a ciclovia da Vergueiro, onde era uma faixa de moto. Inclusive esse é um trecho importante. Quando eu ia para a pós de bike passava por lá e era um dos trechos mais perigosos do meu percurso, agora está ótimo.

Chegando o final de semana, com a Lorena vindo para São Paulo, tivemos um final de semana mais cultural, só com alguns passeios, inclusive na Pinacoteca, no Domingo, antes de pegarmos estrada para Capivari, onde aconteceu o "1º dia municipal sem carro" da cidade, que ajudei como voluntário na montagem de cartazes, encher balões, plantio de árvores etc. etc. etc.

Na 3ª feira, dia 23, aproveitando que estava pelo interior, no retorno para São Paulo fiz um pit-stop em Itu, para um pedal com o Alessandro. O começo do pedal foi bem tranquilo até que, aos 38 km de pedalada, enquanto estava ao lado do Alê, começo a ouvir um som como de freio raspado na roda e na sequência um estouro. Mas não era o pneu que tinha estourado, era o aro! Passamos algum tempo pensando nas possibilidades e logo o Ale teve uma boa ideia: tirar o pneu e ver se era possível andar só com a roda (que já estava perdida). Assim, os quase 10 km restantes foram rodados com a bike sem pneu na roda dianteira. No mesmo dia aproveitamos ainda para um sorvete em Itu (que o Ale me devia de aniversário), para depois pegar de volta a estrada para São Paulo.

Chegando o final de semana, na sexta-feira, aproveitando que eu tinha visto diversas matérias na internet e vídeos de pessoas que não pedalam criticando uma nova ciclovia/faixa, resolvi ir até o local para ver o que realmente tinha de errado, filmar e comentar minhas impressões.

A ciclovia em questão está na Av. Escola Politécnica e, os três motivos principais de reclamações (das pessoas que não pedalam, não dos ciclistas) são:
- A ciclofaixa é compartilhada com calada em alguns trechos;
- Tem obstáculo (árvore e poste) em um trecho;
- A ciclovia passa na frente de posto de combustível.
Como dá para perceber, comentários totalmente sem sentidos. Se a ciclofaixa é compartilhada com pedestres, simplesmente significa que não foi possível fazê-la isolada (o que é o ideal) e que, nesse trecho, tanto ciclista quanto pedestre tem que respeitar um ao outro. Sobre a árvore e poste, quem comenta não deve entender que bicicleta faz curva e é possível desviar (essas pessoas devem bater em pilastras de viaduto nas ruas porque não devem conseguir desviar também). E o 3º comentário: sem comentários! Qual a diferença da ciclofaixa ou calçada passar na frente de um posto de combustível? Até agora não entendi.

De qualquer maneira, rodei 20 km só para experimentar os quase 6 km da ciclovia para fazer um vídeo, que tem tido uma boa divulgação por ai. As pessoas que não sabem pedalar não entendem que, quem quer, usa a bike, ganha tempo, faz exercício e se estressa menos que quem está horas e horas parado no trânsito. Mas veja o vídeo abaixo e meus comentários.

Chegando o final de semana dos dias 27 e 28 foi novamente hora de trabalhar, agora com uma turma do Curso Macrofotografia e Close-up em São Paulo. A turma teve 6 alunos e fico feliz por poder transmitir um pouco do que aprendi nesses anos para um pessoal super interessado (inclusive com gente vindo de longe para o curso, de Belo Horizonte).

Na Domingo, depois de ter desmarcado com o Leandro uma viagem para escalar devido a péssima previsão do tempo, a Lorena e eu fomos para Capivari e, na 2ª feira, aproveitei para mais um pedal com o Alessandro, dessa vez sem o imprevisto de explodir a roda dianteira. O pedal foi muito bom, com pouco mais de 51 km, e com direito a igualar meu record de velocidade na bicicleta: 79,4 km/h (o record anterior foi de 79 km/h - o marcador não mostrava décimos - e tinha sido da Dom Vilares, perto de casa, há uns 18 anos!). Mas continua entalado na garganta ainda não ter passado da marca dos 80 km/h. Mas quem sabe na próxima!

Hoje, dia 1º de Outubro, fui no Jd Botânico com o Guilherme Omella para umas macros de insetos e aproveitei para pegar umas folhas, que resultaram em um ensaio interessante de fotos abstratas (inclusive ando lendo muito sobre isso, esse tema tem me atraído cada vez mais). Uma delas segue abaixo (qualquer semelhança com Rothko e Newman não é mera coincidência, são só influências). ;-)

E fecho essa postagem com uma frase que li hoje, no livro "Arte Abstracta" de Dietmar Elger:
"Mas ele já me dizia por vezes que os outros apreciam os seus desenhos de animais, mas que ele próprio esperava um dia conseguir ultrapassá-los. Na altura ele "ainda precisava do animal" mas "as pessoas vão ficar muito espantadas com o que lhes irei apresentar um dia"."
(Maria Marc falando sobre o pintor Franz Marc)

Enviado por Tacio Philip às 21:39:43 de 01/10/2014



Contato | Listar todas postagens

cursos diversos
- Escalada em Rocha
- 1ºs socorros
- Uso de GPS Garmin
- Calculadora hp50g

cursos fotografia
- Fotografia Básica
- Macrofotografia e close-up
- Foto noturna
- Fotografia 3D
- Fotometria aplicada
- Workshops

fotografias macro
- tradicionais
- stacking
- anaglifos (3d)

fotos recentes
- fazenda do chocolate - itu
- show thomaz zwijsen e blaze bayley - braganca
- safari fotografico zooparque itatiba
- parque estadual do ibitipoca
- represa jaguari seca
- show behemoth
- fotos em itu
- escalada via evolucao - pedralva
.: ver todos :.
.: buscar imagem :.

vídeos
YouTube

* será redirecionado para o site:
macrofotografia.com.br

free counters

© Tacio Philip - 2005/14
Não é permitida cópia parcial ou total do conteúdo ou código fonte deste site.
9 Usuários Online (309 nas últimas 24hs)